O possuidor de Visão Monocular sem dúvida nenhuma deve ser considerado como pessoa com deficiência, seja pelo viés médico, social ou jurídico.

Como pessoa com deficiência, deve-lhe pelo Estado ser assegurado o acesso e gozo de todos os direitos normatizados às pessoas com deficiência, especialmente, quanto à aposentadoria especial da pessoa com deficiência.

Neste trabalho em sede dissertação de mestrado, demonstramos, que o possuidor de Visão Monocular, utilizando-se os critérios de análise médico, social, biopsicossocial e jurídico, é pessoa com deficiência, e deve gozar do acesso à aposentadoria especial da pessoa com deficiência.

Para aqueles que quiserem ler a íntegra, se encontra disponível na biblioteca virtual da UNESP: https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/152055/lino_ljo_me_fran.pdf?sequence=5&isAllowed=y